31/08/2011

Flores em tecido

Passeando pela net me deparei com vários modelos de flores, e como adoro flores memorizei alguns exemplos e criei estas. Com auxílio da tampa do copo de requeijão, risquei no tecido e cortei ficando um círculo. Dobrei o círculo ao meio e depois ao meio novamente, e marquei onde cortar com caneta. Com uma tesoura cortei seguindo a marca feita, e ficou assim:

Queimei na chama de uma vela as bordas da flor, e juntei várias, costurando uma nas outras e formou a flor.


Com o mesmo molde cortei vários círculos, queimei as bordas. Com as pétalas prontas montei a flor e coloquei uma pérola para o miolo.


29/08/2011

Dica para amolar tesoura

Ninguém merece aquela tesoura que mastiga, ao invés de cortar. O ideal é que tenhamos uma tesoura para papel, outra para tecido e outra para abrir embalagens. Mas e quando a danada não corta? O que fazer? Levar para ser afiada? É uma ideia, mas custa caro. Estava eu, assistindo um programa de televisão, não me recordo qual, e lá surgiu esta dica para que a tesoura fique amolada basta cortarmos papel alumínio. Confesso que não acreditei, mas tinha uma tesoura especialmente para cortar papéis, mas ela não fazia mais esta função. Então fiz o teste não é que deu certo. Em casa cozinho muito beterraba, e para que elas não percam seus nutrientes e que também não tinjam de vermelho minha panela eu uso o papel alumínio. Mas nunca cortei com tesoura, pois rasgava o papel com as mãos, agora eu aproveito a dica e corto o papel e afio minha tesoura. E quanto mais papel alumínio se corta, mais afiada ela fica.

28/08/2011

Dicas para proteger alicate de unha

A tampinha que veio no meu alicate rasgou e mesmo dentro de um porta alicate a ponta não fica protegida. Sem contar que ela acaba rasgando o porta alicate. Testei vários bicos de embalagens que muitas vezes jogamos fora, hoje não jogo nada fora, seja uma tampinha de detergente, uma tampinha de vidro de remédio ou outra qualquer. Pois esta tampinha pode ser útil, como me foi esta. É uma tampinha de uma embalagem de creme pequena que coube perfeitamente na ponta do meu alicate de unhas, e assim ficando mais protegido.


Capa para cadeira

Uma cadeira rasgada não precisa ir para o lixo, e foi exatamente o que eu fiz, não deixei que ela fosse para o lixo. Mas precisava achar uma maneira de reciclar a coitada da cadeira. Depois de olhar muito para ela me decidi em colocar tecido. E qual tecido colocar? Fui até a loja onde compro tecidos, perguntei para o vendedor que tipo de tecido deveria usar para revestir uma cadeira, e ele me indicou o chitão. Indicação feita era hora de escolher a estampa em meio há tantas variedades. Escolhida a estampa era hora de bolar como seria o revestimento. Medi toda a cadeira e pensei em apenas fazer uma capa e colocar sobre ela, mas não ficaria presa e acabaria saindo da cadeira. Então optei por fazer a capa e colocar elástico na volta do tecido, e assim não sairia com facilidade da cadeira. No rasgo que aparece na cadeira eu coloquei mais enchimento e vedei com fita adesiva. A cadeira era assim:


Costurei na máquina com ponto zigue-zague para não desfiar e também costurei uma bainha por onde passa o elástico. Com auxílio de um alfinete passei o elástico pela bainha e coloquei os tecidos prontos na cadeira. Aproveitei também para fazer uma capinha nova para o meu mini puf. A cadeira ficou assim:



25/08/2011

Caixa para bonecas

Esta caixa foi feita com embalagem de sabão em pó, foi apenas uma experiência. Mas decidi postar aqui, talvez sirva de inspiração para os que, assim como eu gostam de reciclagem. Não ficou perfeito, reconheço,  mas vou me aprimorar mais. Por enquanto vou postar esta mesmo. Cortei a tampa da caixa e a lateral.


 Dividi a tampa em tiras para fazer as prateleiras.


Revesti a caixa e os pedaços com tecido, mas antes colei folha de sulfite para cobrir os detalhes. Colei com cola transparente.


Essas bonequinhas estavam guardadas para que em algum momento eu fizesse algo com elas, acho que consegui  dá o destino para elas. Com retalhos vesti os bonequinhos. Com a caixa revestida com tecido e as prateleiras colocadas, e as bonequinhas vestidas, colei-as nas prateleiras da caixa.


22/08/2011

Saquinhos para presente

Adoro esses saquinhos, é prático, bonito e reaproveitável. Estes foram feitos com TNT. Fiz vários e de vários tamanhos, depois basta colocar uma fita de cetim, o presente dentro e pronto.


21/08/2011

Dicas sobre o corte do boi

Assim como eu existem pessoas que tem dificuldade em reconhecer cada peça ou pedaço da carne de boi. No meu caderno de receita achei essas dicas e vim aqui passar para vocês. Uma das dicas é a de que determinadas partes são mais macias do que as outras. As que ficam perto das pernas do boi se movimentam mais tornando-se mais duras e a das costas que não se movimentam são mais macias. O boi de menos de quatro meses de idade é chamado de vitela. A vitela tem sua carne mais macia, tem a cor clara e possui pouca gordura. Tem as mesmas propriedades da carne do boi e é mais fácil de digerir. Por ter menos gordura é usada em dietas para o emagrecimento. Ao comprar a carne temos que prestar atenção em alguns detalhes: se está com a consistência firme, cor vermelho-brilhante e a gordura deve estar com cores claras. Caso esteja com a cor amarelada demais, é porque o animal era velho, e sua carne será dura. Abaixo uma foto que mostra cada parte do boi.


O nome das peças podem variar de região para região. Aqui encontrarão também dicas para receitas.
1- Pescoço: corte de terceira, pode ser usado tanto moído, quanto em cubos. Muito usado em cozidos ou sopas.
2- Acém: corte de segunda, pode ser usado moído ou cortado em tiras ou bifes. Usado em bifes de panela, ensopados, assados e refogados.
3- Cupim: corte de segunda. Usado para fazer churrascos.
4- Capa de filé: Corte de segunda. Usado em refogados, assados e bifes de panela.
5- Filé de costela ou filé de costas: corte de segunda. Usado para ensopados e refogados.
6- Filé mignon: corte de primeira. Usado para bifes, rosbifes, assados e grelhados.
7- Contrafilé ou filé de lombo: corte de primeira. Usado para bifes de chapa, grelhados, rosbifes, churrascos e assados.
8- Picanha: corte de primeira. Usado para churrascos, assados e cozidos.
9- Alcatra: corte de primeira. Usado para grelhados, assados, bifes, refogados e picadinhos.
10- Lagarto: corte de primeira. Usado para assados, cozidos, rosbifes e ensopados.
11- Coxão duro ou ponta de alcatra: corte de primeira. Usado para ensopados, cozidos, sopas, caldos, moídos e assados.
12- Coxão mole: corte de primeira: Usado para assados, refogados, ensopados ou picadinhos.
13- Rabo: não tem classificação. É usado para cozidos, ensopados ou refogados.
14- Patinho: corte de primeira. É usado em cozidos, ensopados ou refogados.
15- Maminha de alcatra: corte de primeira. É usado para grelhados, assados ou bifes. Pesa cerca de dois quilos.
16- Fraldinha: corte de segunda. É usado para ensopados, assado de panela, moído ou cortado em cubos, e ainda para preparo de caldos, molhos ou consommé.
17- Aba de filé: corte de segunda. É usado para hambúrgueres ou croquetes.
18- Ponta de agulha: corte de terceira. É usado moído, para caldos, sopas, ensopados e refogados.
19/20- Músculo: corte de segunda e de terceira. É usado para cozidos, ensopados, sopas, caldos, molhos e gelatinas. É chamado de ossobuco quando tem osso.
21- Braço ou paleta: corte de segunda. Usado para ensopados, cozidos, molhos, caldos ou moídos.
22- Peito: corte de segunda. É usado para caldos, cozidos e ensopados.

17/08/2011

Unha com notícias

Achei muito interessante essa ideia no site msn.bolsademulher.com. Para nós que sempre estamos buscando novidades quando o assunto é esmalte. Esta novidade é bem prática e simples de fazer. Segundo o que está escrito no site, primeiro temos que recortar e selecionar tiras de um jornal. Estas tiras tem que cobrir as unhas, depois basta pintarmos as unhas com esmalte bem clarinho, deixando secar bem. O próximo passo é colocar as unhas no álcool, depois arrumar as tiras do jornal nas unhas pressionando bem. Retirar as tiras com cuidado, e se desejar passar ou o esmalte usado anteriormente, ou ainda um esmalte incolor ou esmalte extra brilho. Confesso que ainda não tentei fazer, mas o farei.

14/08/2011

Bolsinha feita com caixa de leite

A cada objeto um olhar especial, pois deste objeto pode sair algo revelador. E assim foi com esta simples caixa de leite. Com a caixa em mãos comecei a observá-la, e imaginar a infinidade de transformações. Diante de várias possibilidades, a bolsinha foi unanime no meu pensamento. E para fazê-la precisei de alguns materiais: a caixa de leite, cola branca, cola quente, tesoura, manta acrílica, tecido, tesoura, botão, folha de revista, elástico redondo na cor preta. A primeira etapa foi lavar e secar muito bem a caixa de leite, para que não fique com resíduos e nem cheiro. O próximo passo foi cortar com a tesoura um dos lados da caixa.


O passo seguinte foi distribuir a cola branca por toda a caixa e colar a manta acrílica. Depois da manta colada na caixa, colei com cola quente o tecido cobrindo toda a caixa pelo lado de fora. Esta bolsinha não foi revestida por completo na parte de dentro.


A próxima etapa foi revestir o botão e colar com a cola quente na parte de cima da bolsinha. E para fechar a bolsinha cortei um pedaço de elástico e colei na frente da bolsinha. Em seguida prendi o elástico no botão, e para esconder as pontas do elástico fiz uma florzinha de fuxico. Na florzinha de fuxico um detalhe com uma pérola, dando delicadeza na peça. Para finalizar, com a folha de revista fiz um rolinho. Revestindo o rolinho: costurei na máquina uma tira de tecido, passei o rolinho por dentro da tira de tecido, fechando as pontas para prender bem o rolinho. Com o rolinho revestido colei na parte de cima da bolsinha, formando a alça da bolsinha.



12/08/2011

Caixinha de sabonete reciclada

Mais uma caixinha forrada, desta vez fiz duas versões: uma com papel de presente e outra de tecido e fitas. De uma caixinha de sabonete, virou um porta presentes, porta objetos, porta bijus, etc.


Esta não abri, apenas forrei ela toda com o papel de presente, depois cortei com estilete as laterais. Com cola quente colei fitas de cetim para amarrar e assim fechar a caixinha. E para esconder as pontinhas da fita fiz um lacinho também com fita de cetim e colei em cima. Ela ficou assim:


A segunda caixinha comecei abrindo toda ela.


Coloquei a caixinha aberta em cima de um tecido e fiz o contorno dela no tecido.


Colei o tecido na caixinha.


Com o tecido colado na caixinha fiz todos os arremates necessários. Nas laterais coloquei fita de cetim. Fiz uma alça com fita de cetim, e na alça colei uma flor de tecido para esconder as pontinhas da fita. E para dar acabamento fiz uma flor de fuxico e colei em cima da flor de tecido. Colei uma fita dobrada ao meio que passará por dentro da alça. Para fechar a caixinha basta colocar a fita por dentro da alça e fazer um lacinho.


11/08/2011

Saquinhos em TNT

Algumas pessoas serão presenteadas com chaveiro de fuxico, e para envolvê-los teria que ser algo delicado. E para isso costurei vários saquinhos em TNT. Como é um aniversário de mulher, fiz em branco e rosa. Cortei no tecido (TNT) um quadrado, medindo 18x18, fiz uma bainha e fechei o fundo e o lado. Depois de costurados coloquei os chaveiros dentro e amarrei com fita de cetim, e eles ficaram assim:


07/08/2011

Chaveiros de tecidos

Sensação boa de trabalho cumprido, foram mais de 60 chaveiros de fuxicos. Depois de vários dias cortando e costurando, enfim terminei e eles serão entregues em breve. Espero que os convidados gostem. Fiz de várias cores e alguns tamanhos:


04/08/2011

Sachê com sobras de sabonetes

O que fazer com as sobras dos sabonetes? Eu juntava os pedacinhos, deixava um pouco na água para amolecer, depois fazia uma bola e usava para lavar as mãos. Ou colocava um pedacinho em um saquinho de tecido, amarrava e colocava nos ambientes para perfumar. Mas não ficava delicado e o cheiro do perfume era mais fraco. Foi onde tive a ideia de ralar as sobras do sabonete em um ralador e fazer sachês para perfumar ambientes. Observação:  este ralador não pode ser usado depois para outra finalidade, a não ser que lave muito bem para tirar o cheiro do sabonete. O meu comprei somente para este fim. Ralei em cima de papel toalha. Cortei círculos de tecidos e tule, colocando as sobras raladas no meio. Juntei os dois tecidos e amarrei com o próprio tule ou fita de cetim. Os sachês podem ser feitos de vários tamanhos.


Outra ideia é colocar as sobras raladas em um recipiente de vidro. Pode usar enfeites, como amarrar uma fita de cetim. Este pode deixar no lavabo.

03/08/2011

Recheios para pastéis

Há alguns dias atrás postei receitas de massa para pastéis, e recorrendo ao meu caderno de receitas, achei esses recheios: de carne; de camarão; de espinafre, dentre outros.

Para fazer o de carne serão necessários os seguintes ingredientes: 2 xícaras (chá) de carne moída, 2 colheres (sopa) de óleo, 1 colher (sopa) de cebola picada, sal, pimenta, 1/2 xícara (chá) de uvas passas sem sementes.
Em uma panela coloque para refogar a carne moída nas duas colheres de óleo e a cebola. Depois de refogado a carne temperar com sal e a pimenta, por último acrescentar as uvas.

Para fazer o de camarão: 2 xícaras (chá) de camarão picado, 1 cebola picada, 1 dente de alho amassado, 1 colher (sopa) de manteiga, sal, 1 colher (sopa) de farinha de trigo e 1 xícara (chá) de leite.
Refogar o camarão picado com a manteiga, a cebola e o alho. Depois de refogado, temperar com o sal. Diluir a farinha no leite e juntar ao refogado. Deixar cozinhar, mexendo sempre até que engrosse. Tirar do fogo e deixar esfriar.

Para fazer o recheio de espinafre: 2 xícaras (chá) de espinafre aferventado e picado, sal, 1 colher (sopa) de manteiga, 1 colher (sopa) de farinha de trigo e 1/2 xícara (chá) de leite.
Levar ao fogo em uma panela o espinafre, o sal e a manteiga, deixando refogar. Dissolver a farinha no leite e juntar ao refogado. Deixar cozinhar, mexendo sempre, até engrossar.